Iniciativas

Vencedores dos Prémios de Mestrado 2018

Já são conhecidos os vencedores da edição 2018 dos Prémios de Mestrado, organizada pela SPECO – Sociedade Portuguesa de Ecologia, que irão apresentar o seu trabalho no 17º Encontro Nacional de Ecologia, que terá lugar a 15 e 16 de novembro na Universidade de Évora. Os prémios foram abertos em três áreas distintas - Serviços de Ecossistema Marinhos, Ecologia dos Sistemas Aquáticos e Ecossistemas de Montanha.

Maria Inês Clara, Mestre pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, David Mateus, Mestre pela Universidade de Aveiro, e João Filipe, Mestre pela Universidade de Coimbra, foram seleccionados como primeiros classificados para as áreas de Serviços de Ecossistemas Marinhos, Ecologia dos Sistemas Aquáticos e Ecossistemas de Montanha, respectivamente, de acordo com a decisão do júri seleccionado para o efeito.

Programa de Ação para a Adaptação às Alterações Climáticas disponível para apreciação

Encontra-se aberta a fase de apreciação do Programa de Ação para a Adaptação às Alterações Climáticas (P-3AC) no portal Participa até 28 de Novembro de 2018.

O P-3AC complementa e sistematiza os trabalhos realizados no contexto da ENAAC 2020 tendo em vista o seu segundo objetivo, o de implementar medidas de adaptação, elegendo oito linhas de ação concretas de intervenção direta no território e nas infraestruturas, complementadas por uma linha de ação de carácter transversal, as quais visam dar resposta aos principais impactes e vulnerabilidades identificadas para Portugal.

Investigadores de cetáceos, aves e líquenes ganham Prémio de Ecologia

Paula Matos, Luis Silva e Marc Fernandez foram os galardoados com o Prémio de Doutoramento em Ecologia 2018 – Fundação Amadeu Dias, organizado pela SPECO – Sociedade Portuguesa de Ecologia, foi revelado na semana passada.

No seu segundo ano, estes prémios pretendem “valorizar o trabalho desenvolvido por recém-doutorados ao longo do seu programa doutoral” na área da Ecologia, explicam os organizadores.

Vencedores da Edição 2018 | Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias

Já são conhecidos os vencedores da edição 2018 do Prémio de Doutoramento em Ecologia – Fundação Amadeu Dias, organizado pela SPECO – Sociedade Portuguesa de Ecologia. Os três classificados irão apresentar o seu trabalho no 17º Encontro Nacional de Ecologia, que terá lugar a 15 e 16 de novembro na Universidade de Évora.

Paula Matos, investigadora no cE3c (Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Climáticas) da Universidade de Lisboa, Luis Silva, investigador no CIBIO-InBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Universidade do Porto) e Marc Fernandez, investigador no cE3c da Universidade dos Açores, foram seleccionados como primeiro, segundo e terceiros classificados, respectivamente, pelo júri convidado a avaliar as candidaturas ao Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias.

Testemunhos vegetais da deriva continental, crónica por Jorge Paiva

O Planeta Terrestre, a “gaiola” que habitamos, tem cerca de 4600 milhões de anos (Ma). É um planeta pleno de reações exo e endoenergéticas, recebendo também muita energia de estrelas do Universo
(ex.: Sol). A vida, uma forma de energia auto-replicável (ADN), surge quase 2000 Ma depois da formação do Globo Terrestre.

Turismo e investigação para a conservação - cetáceos do Sudoeste de Portugal

Palestra

14 de Setembro, 17h00-18h00

Mar Ilimitado, Sagres

Gratuito

logo site anw 2018 300x300 2

Os cetáceos são um grupo de mamíferos marinhos que desenvolveram diversas adaptações ao estilo de vida aquático, o que lhes permite viver em diferentes tipos ecológicos. Estes animais podem ser avistados por todo o mundo, inclusive ao longo da costa Portuguesa. Nesta são desenvolvidos diversos estudos e projectos de investigação com o intuito de conhecer mais sobre estes animais.