© Pedro Pinho
© Albano Soares
© Paula Gonçalves
© Rui Félix
© Paula Gonçalves
© Pedro Pinho

Depressa e bem não há quem

Muito se tem falado sobre a catástrofe que abalou Portugal, não só entre portas mas a nível internacional. Aos governantes caberá apurar responsabilidades, aos cidadãos o luto e movimentos de solidariedade e aos media fornecer informações correctas e claras. Os cientistas já tinham alertado, escrito, informado, sobre as consequências da falta de estratégias, de ordenamento de território, de investimento público das zonas florestais. Apressa-se agora o Governo a decretar rapidamente leis que já há muito deviam ter sido redigidas e discutidas e que, apesar de todas as consultas públicas, pareceres e debates, têm inúmeras falhas porque têm muito pouca estratégia e preocupação futura. Bem diz o povo “depressa e bem não há quem”!

 

Leia o artigo completo: https://www.publico.pt/2017/06/28/sociedade/noticia/depressa-e-bem-nao-ha-quem-1776903