A internacionalização do Ecology Day em 2019

Em 2019, a aposta da SPECO para o Ecology Day focou-se não só no seu desenrolar em território português, mas também na necessária internacionalização da iniciativa

Em 2019, a aposta da Sociedade Portuguesa de Ecologia para o Ecology Day focou-se não só no seu desenrolar em território português, mas também na necessária internacionalização da iniciativa, nomeadamente através da ligação à SIBECOL - Sociedade Ibérica de Ecologia.

Em Portugal, a terceira edição da celebração contou, uma vez mais, com o Alto-Patrocínio da Comissão Nacional da UNESCO. As actividades, na sua maioria, foram apresentadas, uma vez mais, por câmaras municipais, centros Ciência Viva, organizações não-governamentais de ambiente e unidades de investigação e desenvolvimento, quer individualmente, quer através de projectos LIFE.

As principais diferenças verificaram-se ao nível da deslocalização das actividades para o litoral e na ausência de actividades no arquipélago da Madeira.

Portugal foi o único país europeu a assinalar o Ecology Day em 2019. Contudo, no panorama internacional, a iniciativa contou com a participação de países de 4 continentes. Os Estados Unidos da América, Moçambique, a Rússia e a Índia celebraram pela primeira vez o Ecology Day em 2019. Este foi considerada a principal conquista da edição.

Ao todo, foram apresentadas 31 actividades (mais seis do que em 2018), das quais apenas o BioBlitz EcoCascais não registou qualquer participação. O quadro 1 resume as três primeiras edições do Ecology Day. A diversidade de formato das actividades manteve-se, tendo-se registado quer acções práticas – saídas de campo, visitas guiadas, entre outras –, quer acções teóricas – visualização de filmes e discussão, palestras e sessões de informação. Neste contexto, 2019 fica ainda marcado pela estreia de alguns formatos como: (1) uma campanha online,  promovida pela Ecological Society of America; (2) uma acção de formação dirigida à comunicação social, promovida pela equipa do projeto LIFE+ StopCortaderia; (3) pela ilustração artística, em modelo cartoon, do lobo-ibérico, criada pelo artista indiano Rohan Chakravarty (autor do website Green Humour; e, finalmente, (4) por uma sessão de informação com a finalidade de esclarecer e promover a participação da sociedade perante um estudo de impacte ambiental fortemente criticado pelacomunidade científica e ambientalista, promovido pela SPEA - Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves.

 

Fique a conhecer as conclusões do Ecology Day 2019 e as perspectivas para o Ecology Day 2020: